Mais algumas dicas para o controle de pragas e doenças

Fungicida - Calda Bordaleza-
Para um litro de calda, prepare: 100 gramas de sulfato de cobre, 100 gramas de cal virgem (sulfato de cálcio), 01 litro de água.

Preparo:
Ponha o sulfato de cobre em saco de pano dentro de um vasilhame com um pouco de água (quente ou morna) e deixe durante 24 horas. À parte, hidrata-se a cal virgem com água, cuidado para não tocar o produto com as mãos, pode se queimar. Colocar a cal virgem no vasilhame onde o sulfato de cobre está dissolvido e complete com 01 litro de água, misturando bem com um bastão (haste) de madeira. A calda deve ser pulverizada sobre as plantas ou pinceladas durante dois dias seguidos e depois com intervalo de uma semana. Mesmo que suas plantas não apresentem incidência, preventivamente, aplique pelo menos uma vez por ano, antes da estação das chuvas. A calda não é tóxica para as plantas.

Ferrugem e Podridão - Suco de Cebola com Hortelã
Pique uma planta inteira de cebola (utilize todas as partes) e algumas folhas de hortelã (06 a 10) em 01 litro de água. Bata tudo no liquidificador, coe e aplique logo em seguida nas plantas via pulverização foliar. Não guarde a solução para posterior utilização, pois se perde o efeito.

Bactérias e Ataques de Insetos (Sintomas já manifestados)
150 gramas de alho picado
02 colheres de chá de parafina
100 gramas de sabão de coco dissolvido em 10 litros de água.

Preparo:
Deixar o alho e a parafina em infusão por 24 horas. Junte o sabão sempre misturando. Filtrar guarde em embalagens de vidro. Pulverizar sobre as partes afetadas nas plantas.

Cochonilhas e Pulgões (Combate e Prevenção) - Calda de Fumo com Sabão de Coco
Deixe de molho 200 gramas de fumo de rolo (corda) em 02 litros de água por 24 horas. Filtre a calda em coador descartável de papel. À parte, dissolva 200 gramas de sabão de coco em litro de água fervente. Espere esfriar, adicione a calda de fumo e pulverize sobre as plantas afetadas. Deve-se diluir em 1:10 (uma parte de calda para 10 partes de água). Mesmo que suas plantas não apresentem ataques, faça pelo menos uma vez por semestre, pois o principal agente transportador destes são as formigas.
E agora o mais novo lançamento do mercado, o produto "COMBAT" Inseticida Natural, a base de Óleo de Neem, Óleo de Citronela e Extrato de Capsicum Sp (Pimenta Vermelha).
Pulgões - Macerado de Alho
Esmagar 04 dentes de alho e colocar em litro de água deixe amolecer por duas semanas. Diluir em 10 litros de água e pulverizar as plantas afetadas.
Pulgões - Macerado de Urtiga
Colocar 100 gramas de urtiga fresca em 01 litro de água e deixar amolecer por 03 dias. Diluir em 10 litros de água e pulverizar as partes afetadas.
Pulgões - Macerado de Urtiga
Colocar 100 gramas de urtiga fresca em 01 litro de água e deixar amolecer por 03 dias. Diluir em 10 litros de água e pulverizar as partes afetadas, e/ou dissolver de 150 a 300 gramas de sabão de coco em 10 litros de água quente. Espere esfriar e pulverize as plantas afetadas.
Pulgões e Ácaros
Misturar 40 gramas de sabão de coco com 120ml de querosene e água quente (cor leitosa). Adicione 25 litros de água fria e misture bem (querosene é tóxico para qualquer tipo de inseto). Pulverizar as plantas atacadas antes da frutificação. E agora, o COMBAT Inseticida Natural.
Pulgões e Ácaros (Insetos Sugadores) - Chá de Coentro
Cozinhar algumas folhas de coentro em água por alguns minutos. Coar, misturar mais água e pulverizar. A quantidade de água misturada ao chá dependerá do resultado, se o controle não foi total, diminua a quantidade de água para tornar a solução mais forte.E agora, o COMBAT.
Chochonilha
Pincelar a solução de álcool nas partes afetadas das plantas, e procure ir retirando com ajuda do pincel às cochonilhas. E agora o COMBAT.
Lagartas - Chá de Arruda
Cozinhar algumas folhas de arruda em água por alguns minutos. Coar, misturar mais água e pulverizar. A quantidade de água a ser misturada ao chá dependerá do resultado, se o controle não foi total, diminua a quantidade de água para que a solução fique mais forte.
Lagartas
100 a 300 gramas de sabão de coco
½ litro de álcool
01 colher de sopa de cal virgem
01 colher de sopa de sal de cozinha
Misturar em 10 litros de água e misturar muito bem. pulverize sobre a planta que estiver fortemente atacada pela praga.
Lagarta e Lesma - Infusão de LOSNA
Derrame um litro de água fervente sobre 30 gramas de folhas secas de Losna. Deixe em infusão por 10 minutos. Diluir em 10 litros de água e pulverizar as plantas atacadas pelas pragas.
Lesma - Sal Grosso
Distribua pela área onde ocorrer incidência significativa de lesmas, um punhado de sal grosso. Bastante utilizado em orquidários e estufas. Uma vez por semana, durante 06 semanas, sempre após as regas, para evitar que a umidade excessiva derreta o sal.
Lesma
Distribua pela área, vasilhas rasas com cerveja (pratos e pires), após a rega habitual, por volta de 19 horas. Lá por volta de 23 horas e meia noite, vá ao local e recolha estas vasilhas e aniquile os "bichos".

Plantas com propriedades Inseticidas
Normalmente o plantio de espécies que exalam odores, como ervas, temperos, cravos e gerânios afastam insetos em geral. Por exemplo:
Gerânio, Citronela: afasta insetos em geral, inclusive pulgões.
Hortelã: evita ação de formigas.
Gergelim: evita o aparecimento da formiga saúva.
Manjerona, Tominho e Camomila: repelem lagartas.

Animais Benéficos a todo cultivador/colecionador de plantas
Muitos insetos predadores ativos ajudam a reduzir o número de pragas, alimentando-se delas. Por exemplo:
Joaninha: tanto as adultas como suas larvas se alimentam de pragas, principalmente de pulgões e cochonilhas, portanto, se você notar o aparecimento de joaninhas, certamente os pulgões e cochonilhas já estarão instalados em suas plantas. Previna-se.
Pássaros: Predadores úteis se alimentam de pernilongos, lagartas, lesmas e pulgões. Deixe-os transitar livremente entre suas plantas.
Lagartixas: Predadoras naturais de insetos voadores, pernilongos(carapanãs), moscas e mariposas.
Rãs e Sapos: alimentam-se de pequenos insetos, besouros, mosquitos e larvas.
Aranha: alimentam-se de muitos insetos e pragas que se prendem em suas teias.
Centopéias: alimentam-se de várias pragas do solo. Todas as dicas acima são de domínio público. Resultado de muita observação e experiências de aficcionados e obstinados agrônomos, paisagistas, viveiristas, orquidófilos, bonsaistas e outros tantos amigos. Pelos menos podemos afirmar que se o objetivo não for alcançado, mal não farão às nossas plantas.

Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles podem acabar virando temas para novos posts. Aproveite e deixe seu e-mail, quem sabe poderei te ajudar?

3 comentários:

KILLER disse...

Ola, Sonia, sou o Jose, moro em Portugal e acabo de ler o seu blog.
O que li esta correcto, embora eu me dedique tambem um pouco ao cultivo de morango e framboesa, achei o seu blog, informativo para quem procura na verdade pelo bem saber. Nota 10, com os meus cumprimentos,Jose.

Daniela Neuberger disse...

Olá, Sonia!
Antes de tudo parabéns pelo site!
Tenho em minhas plantas um inseto. Ele na verdade fica na terra, são cinza-chumbo e vejo muitos quando coloco água, pois eles saem correndo. Não sei o que é e muito menos como tratar. Você pode me ajudar?
Um abraço, Daniela

Anônimo disse...

Olá Sonia,

Tenho um tipo de amaranta e as folhas estao ressecadas/tipo ferrugem nas pontas.
O que fazer?
Obrigada!