Esponjinha-vermelha (Caliandra)


Nome científico: Calliandra tweedii.

Família: Mimosoideae.

Nomes populares: esponjinha-vermelha, mandararé, caliandra, esponjinha-sangue, esponjinha.

Etimologia: Calliandra vem do grego Kallio santirocco – belo e másculo, referindo-se aos belos estames coloridos.

Origem: Brasil.

Características gerais: é um arbusto lenhoso, ramificado, ereto e bastante florífero, com porte de 2 a 4 m de altura. As folhas são permanentes e bipinadas. As flores ocorrem em capítulos densos, com estames longos e de coloração vermelha, formados principalmente na primavera-verão.

Condições de cultivo: a caliandra é bastante rústica e deve ser cultivada a pleno sol, em solos ligeiramente férteis.

Propagação: multiplica-se por sementes e estacas.

Usos: utilizada em plantio isolado nos jardins ou na formação de cercas vivas e renques.

Curiosidades: as caliandras despertam bastante interesse não somente pelo seu potencial paisagístico, proporcionado pelo aspecto exótico das suas inflorescências, mas também pela sua elevada rusticidade, adaptando-se à diferentes paisagens.

Significados: significam ‘delicada flor vermelha do cerrado’, mas também podem significar ‘agitação’.




Caso tenha alguma dúvida comente e deixe seu e-mail para contato. Obrigada.

Um comentário:

Heloisa disse...

Gostaria de saber como fazer as mudas da calliandra e como cuidar delas.