Trombeta-de-Anjo ( Brugmansia suaveolens)

Nome Científico: Brugmansia suaveolens


Nome Popular: Trombeteiro, trombeteira, babado, cartucheira, cartucho, copo-de-leite, saia-branca, sete-saias, datura


Origem: América Central e América do Sul


Ciclo de Vida: Perene


O trombeteiro é um arbusto grande e ereto, que atinge facilmente 2 ou 3 metros de altura. Suas folhas são grandes, ovais, alternas, caducas, verdes e pubescentes na face inferior.


As flores em formato de trombeta, são pêndulas, simples, perfumadas e podem ter cerca de 30 cm de comprimento.


São em geral de coloração branca ou amarela, mas ocorrem variedades e híbridos de flores róseas e dobradas também.
Sua utilização paisagística é bastante discutida, visto que é uma planta bastante tóxica e narcótica, pois todas as partes da planta contém alcalóides que podem provocar vômitos, náuseas, secura das mucosas, febre, taquicardia, alucinações e dilatação das pupilas.


Por este motivos muitas prefeituras proíbem a sua utilização na ornamentação pública.

No entanto, se utilizada com bom senso e longe do alcance de crianças, pode se tornar uma planta muito atrativa no jardim.

É indicado o plantio isolado ou em grupos e renques em áreas maiores.

Em contraponto ao seu efeito tóxico, do trombeteiro são extraídas substâncias de utilização farmacêutica, para a produção de medicamentos contra o mal de Parkinson, infecções urinárias, problemas cardíacos, síndrome pré-menstrual, e intoxicações por colinérgicos.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, arenoso e enriquecido com matéria orgânica, regado a intervalos regulares.

As adubações devem preceder a floração e as podas devem ser realizadas após a floração. O trombeteiro aprecia o calor e a umidade, e é comum observá-lo naturalmente na beira de riachos.

Podemos plantá-lo sob meia-sombra, mas as flores podem se tornar esparsas nesta situação de luminosidade.

Não tolera o frio intenso, mas podem ser cultivadas em estufas.

Multiplica-se por sementes e estaquia.




Caso tenha alguma dúvida comente e deixe seu e-mail para contato. Obrigada.

2 comentários:

Fátima disse...

Sonya, moro em uma Chácara no interior do Rio Grande do Sul. No inverno faz muito frio e cai geada por dias seguidos, tenho a Trombeta-de-anjo e ela resiste ao frio. Achei que deveria contribuir com essa informação. Talvez a combinação de solo, luz solar e o fato de estar junto a parede da casa do caseiro seja proteção para o frio. Estou seguindo o teu Blog, também tenho um, se chama: chacareira.blogspot.com o lugar é quase centenário, o prédio é histórico e eu sou a terceira geração a administrar e cuidar desse lugar, tem muitas flores e Cicas com quatro décadas.Convido-te a visitar o meu Blog, achei o teu muito bom, também gosto de viajar.

roberto wagner paula da silva disse...

olá gostaria de saber onde fica as sementes tenho um pé da branca mas nunca vi sementes.

obrigado.