Ave-do-paraíso (Estrelícia)

A Strelícia é uma flor colorida e de longa duração, cuho formato lembra uma vivaz e colorida ave.


Características:

Também conhecida como ave-do-paraíso, por seu formato nos fazer lembrar uma vivaz e colorida ave, é uma herbácea que pode chegar a um metro e meio de altura, capaz de produzir flores, 5 a 8 ao mesmo tempo por muda, durante todo o ano, desde que cultivada sob luz solar intensa.

Essa planta, no seu conjunto, produz um efeito exótico, muito elegante e extremamente belo.


Como plantar:

Ela gosta de muita luminosidade, deve ser cultivada de preferência a

pleno sol, em climas quentes, subtropicais e mediterrâneos, ao ar

livre. Nos jardins encontra-se flores durante o ano todo.

Não tolera enfrentar temperatura inferior a 5 Cº, já para florescer precisa de temperaturas superiores a 10º C, com irrigações

moderadas durante o ano todo.

Por resistirem bem aos ventos, a Estrelícia é ideal também para os

jardins de zonas costeiras.

Desenvolve-se bem na maioria dos solos, mas é adequado que

sejam bem drenados, evitando poças e o consequente excesso

de umidade.


Beleza e elegância

Pela sua beleza e elegância, porque dificilmente suas folhas e pétalas correm o risco de ser danificadas por motivos ambientais, e também porque oferecem muita facilidade no cultivo:

As estrelícias são muito procuradas para composições de arranjos

de flores e decorações de ambientes externos e internos.


Estas flores, maravilhas artísticas da natureza, possuem cores

incríveis e têm longa duração depois de cortada. Por isso, se tornou o símbolo da cidade de Los Angeles. Além disso, ela é extremamente atrativa para os beija-flores.

Popularmente, ela é mais conhecida como "ave-do-paraíso", apesar de receber também outros nomes, dependendo da região, mas seu nome botânico é Strelitzia reginae. Segundo se sabe, o nome 'strelitzia' foi escolhido em homenagem à rainha Charlotte Sophia, duquesa de Mecklenburg Strelitz e esposa do rei George III, da Inglaterra.

Nos jardins, a strelitzia faz muito sucesso, formando vistosos maciços sobre os gramados, mas é na composição de arranjos e decorações florais que ela mostra a sua maior glória: suas flores, belas e exóticas, dão um show de durabilidade, colorido e versatilidade.

Parente próximo da helicônia e da bananeira, a strelitzia apresenta folhagem exuberante, de coloração verde escuro, que contrasta com as nervuras centrais das folhas, de tom avermelhado. Já as flores, um verdadeiro trabalho artístico da natureza, são protegidas por uma bráctea,em forma de barca, como colorações que variam do vermelho ao azul-violeta. As seis pétalas das flores formam dois grupos de três: as externas são ligeiramente lanceoladas e de cor alaranjada e, as três mais internas possuem o formato de uma flecha e apresentam tons de azul metálico.

O resultado é um efeito exótico, elegante e extremamente belo, que tem o seu objetivo: a natureza cria estas composições de formas e cores, num esforço para atrair agentes polinizadores e, neste caso, são os beija-flores os visitantes mais freqüentes, em busca do néctar da strelitzia.

Outras espécies

O gênero Strelitzia pertence à família das Musáceas e compreende inúmeras espécies, todas originárias da África do Sul e introduzidas na Europa em 1770, de onde se disseminaram por todo o mundo. A espécie mais cultivada é a Strelitzia reginae, popularmente conhecida como estrelícia, rainha-do-paraíso, bico-de-tucano, flor-do-paraíso, flor-da-rainha, ave-do-paraíso ou bananeirinha-do-jardim. Trata-se de uma planta muito decorativa e, em razão de sua grande durabilidade, é bastante difundida tanto como flor de corte como para o plantio em jardins. Existem também outras espécies, como a Strelitzia alba, de flores brancas e a Strelitzia caudata, de coloração azulada.

De um modo geral, as strelitzias são de fácil cultivo e requerem poucos cuidados, sendo de grande utilidade para a composição de arranjos florais e decoração de ambientes, pois dificilmente são atacadas por problemas que possam danificar suas pétalas e folhas.

Como cultivar

A Strelitzia reginae é uma planta herbácea perene que produz flores quase o ano inteiro, desde que cultivada sob sol luz solar plena. Sua propagação se dá por meio de sementes ou divisão de touceiras. Cultive-a em solo argiloso (2 partes de terra comum de jardim, 2 partes de terra vegetal e 1 parte de areia. A planta gosta de água mas não de solo encharcado. Em geral, pode-se regar duas vezes por semana. Em época seca, deve-se observar a superfície e regar sempre que apresentar-se seca.





Obrigada pela sua visita. Se você tem sugestões ou dicas sobre o assunto, coloque aí nos comentários, eles acabam virando temas para novos posts. No caso de dúvidas, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato.

2 comentários:

maurenno disse...

Já tentei algumas vezes a reprodução através de sementes desta planta, porém sem êxito.
Você tem alguma recomendação especial sobre como fazer isso ou recomendar algum site que me possa esclarecer ?
Grato
Mauro

Anônimo disse...

Olá,
Estive recentemente na Madeira e comprei algumas sementes de estrelicia. No entanto cada semente tem uma especie de "pelinho" e não sei em que posição devo colocar a semente na terra, se devo colocar o "pelinho" voltado para baixo ou para cima...Será que alguém me pode ajudar com esta dúvida?

Obrigada e parabéns pelo blog...
Cláudia