Rosa de Sharon - Flor de Ouro (gênero Hyperycum)

O gênero Hypericum, da família das Hipericáceas, possui cerca de 400 espécies. Uma destas espécies, considerada muito ornamental, é o Hypericum calycinum, bem difundida na América do Norte e conhecida popularmente pelo nome de Rosa de Sharon (Rose of Sharon), citada nos Cânticos de Salomão, cujo trecho abre esta matéria. Seus outros nomes populares também são bem sugestivos: barba-de-Aarão (Aaron's beard), flor-de-ouro (goldflower) e erva-de-são-joão-rasteira (creeping St. John's wort). Este último nome tem muito a ver com a confusão que é feita entre esta espécie e outra do mesmo gênero, de nome Hypericum perforatum, a verdadeira erva-de-são-joão, famosa por suas propriedades anti-depressivas. É muito comum, inclusive, as adulterações de alguns produtos fitoterápicos à base de Hypericum perforatum com material botânico de outras espécies do gênero Hypericum.

Originário da região do sudeste europeu e Ásia Menor, o hipérico (Hypericum calycinum) espalhou-se pela Europa a partir da segunda metade do século XVII. Trata-se de um arbusto que atinge cerca de 40 a 50 cm de altura, mas que se espalha vigorosa e rapidamente, cobrindo uma extensa área, pois seus ramos são muito flexíveis e enraízam facilmente ao encostar na terra, brotando novas mudas. Por essa característica, é muito usada em paisagismo como forração de porte alto e para recobrir taludes.

Suas folhas são opostas, de coloração verde-escuro na parte superior (à meia-sombra, elas adquirem uma tonalidade verde-amarelado) e verde-pálido na face inferior. As flores são amarelo-brilhante, com cinco pétalas, medem de 7 a 8 cm e possuem no centro um denso tufo de estames dourados, lembrando a forma de um antigo pincel de barba.

É interessante lembrar que a maioria das espécies do gênero Hypericum são chamadas popularmente de "erva-de-são-joão" (St. John's Wort), vem daí a grande confusão entre as espécies. No entanto, apenas a espécie H. calycinum recebe o nome comum de "barba-de-Aarão" (Aaron's beard).

Dicas de Cultivo:O hipérico prefere solos arenosos, com boa drenagem e pode ser cultivado tanto sob sol pleno quanto à meia-sombra. É bem verdade que o florescimento é maior sob sol pleno. A planta floresce nos meses mais quentes e pode perder as folhas durante o outono e o inverno caso a temperatura fiquem muito baixa.

Regas: A planta suporta bem períodos de seca, mas o ideal é manter regas regulares sem nunca encharcar o solo.

Reprodução: O hipérico se reproduz facilmente por estacas de galho.


Podas: Para tornar a planta mais bonita e densa, recomenda-se podá-la à altura de uns 30 cm do solo.

Cuidados: O plantio do hipérico não é recomendado em jardins pequenos, pois seu crescimento é vigoroso e ele se espalha rapidamente. Há até quem o considere uma planta invasora.



Qualquer dúvida comente e deixe seu e-mail para contato.
Suas dicas e sugestões, também serão muito bem vindas.
Obrigada.

Um comentário:

kleber jose disse...

como faço para conseguir mudas dessa planta, adoraria plantar na frente da minha casa.

Email: kjcerveira@gmail.com

att,

Kleber José Vidal Cerveira